Descubra como resgatar o fogo e a intimidade do seu relacionamento

Baixa libido é um problema comum para diversos casais. Vamos a um exemplo bem simples e que pode muito bem ser qualquer casal que conhecemos. Muitas vezes, nós mesmos.

Carlos e Rosana são casados há mais de 14 anos e têm quatro filhos. Quando estão juntos suas conversas em geral são sobre pagar as contas, a educação dos filhos, os problemas no trabalho e toda aquela rotina que os casados já conhecem bem.

Eles se amam, gostam de passar um tempo juntos, mas o sexo simplesmente não acontece. Tanto Carlos quanto Rosana percebem a situação, mas não conversam sobre isso. E nas raras vezes que a conversa acontece um dos lados parece se distanciar ou ainda levantar uma barreira:

“Você não me procura mais” – Diz Carlos.

“Você só pensa em sexo.” – Rosana acusa.

Logo, aquilo que era para ser uma conversa tranquila e sincera passa a ser uma série de acusações. Onde nem um nem o outro encontram uma solução.

O que ambos sentem, na verdade, é que a paixão passou. No começo do relacionamento o sexo era incrível e eles se amavam intensamente, mas no decorrer dos anos as coisas esfriaram. Primeiro vieram os filhos, o cansaço, a rotina e logo passaram a deitar juntos todas as noites sem se procurarem, um de cada lado na cama.

Estavam sozinhos e ao mesmo tempo juntos.

O que Rosana e Carlos não fazem ideia é que assim como eles milhares de casais passam por isso em suas vidas. E mais: perder aquele fogo da paixão é um processo natural que a maioria, se não todos, os relacionamentos passam.

Se você se identificou com o caso de Rosana e Carlos, sugerimos que venham conosco para descobrir um pouco mais como funcionam os relacionamentos e como é possível que você reverta a baixa libido e reacenda o fogo na sua relação.

Baixa libido: quais as causas?

Falar de baixa libido dentro da relação é diferente de falarmos de baixa libido pessoal. Isso porque quando observamos a pessoa de forma individual nos deparamos com aspectos que dizem respeito apenas a ela. Eles podem ser:

  • Questões físicas como doenças;
  • Hormonais;
  • Mentais;
  • Energéticas

Não sentir vontade de sexo (com o parceiro ou sem ele) é algo pessoas e que deve ser analisado primeiro nesse nível, para depois olharmos para a relação.

Isso porque, duas pessoas curadas curam seu relacionamento naturalmente. Bonita essa ideia, não é?

Ao que tudo indica, Kendra e Jason eram apaixonados durante os primeiros anos de seu casamento. No entanto, nos últimos anos, sua vida sexual diminuiu e raramente passam tempo juntos sem os filhos. Kendra procura Jason para intimidade sexual e Jason frequentemente se afasta.

Mas, o tema desse post é a baixa libido do casal, por isso, vamos nos atentar a esse aspecto.

O que é o “fogo da paixão”?

Sabe aquele fogo da paixão que Rosana e Carlos sentiam? Pois bem, ele naturalmente diminui nos relacionamentos duradouros. Isso acontece que para que a excitação ocorra ela precisa ser… difícil, novidade e assim por diante.

O filósofo Soren Kierkegaard já dizia:

“Não há nada em que paire tanta sedução e maldição como num segredo.”

E é exatamente isso. Enquanto o outro ainda é um segredo a ser descoberto, nos tornamos eufóricos por cada vez mais. O nosso corpo libera uma avalanche de oxitocina em nosso corpo e isso é altamente intenso. O que pode ser tanto positivo, quanto negativo.

Por que negativo?

Isso porque é na fase da paixão que se encontram as piores brigas, as adversidades mais intensas. É esse vai e vem emocional que pode ser tanto gostoso quanto emocionalmente negativo.

Mas, como passar do tempo e o conforto na relação dentemos a acreditar que sabemos tudo do outro, incluindo sexualmente. A rotina nos afasta e quando esse afastamento se torna crônico deixamos de nos reconhecer sexualmente.

E logo, o casal cai na baixa libido sexual.

E como reverter? Para resgatar esse calor na hora H é preciso, antes de tudo, rever o relacionamento como um todo. Isso porque, na maioria das vezes, o sexo é reflexo do que acontece fora da cama e não ao contrário.

1.     Dialoguem!

Por isso esse é o nosso primeiro conselho. Dialoguem sobre o assunto e se seu parceiro, por qualquer motivo, se recusar. Diga o quanto isso é importante para você. Compartilhe sua dor e como isso de faz sentir.

Lembre-se de ser assertivo e procurar, antes de tudo, manter uma comunicação cheia de empatia e amor. E agora, vamos às outras dicas!

2.     Mude seu padrão de iniciar o sexo para rever a baixa libido

Fazer tudo do mesmo jeito é um dos maiores erros dos casais. Principalmente quando se tem filhos o sexo pode passar a se tornar muito mais “mecânico” que emocional, sentimental. Por isso, invistam em quebra de padrões.

Atitudes simples como:

  • Colocar velas
  • Usar óleos
  • Trocar a textura dos lençóis
  • Mudar a forma como começam. (Se vocês deitam antes de fazer amor, procurem começar os beijos em pé.

Esse tipo de atitude é simples e super fácil de ser inserida em qualquer rotina. A novidade aguça nossos sentidos e nos dá aquele gostinho de “quero mais”, o que é essencial para reverter a baixa libido.

3.     Faça do sexo uma prioridade

Eu sei que você teve problemas no trabalho, que seus filhos te cansaram e que provavelmente sua paciente já está baixa. Mas, para aumentar a libido no seu relacionamento é importante colocar o sexo como prioridade.

“Como assim? Só o sexo importa?”

Na hora em que vocês estivem transando, sim!

Desliguem celular, as TV e esqueçam completamente as redes sociais. Procure fazer uma refeição leve com uma música.

Dar esse tempo para a relação é um caminho incrível para a conexão e a intimidade.

Afinal, casais que tem intimidade e conexão saudáveis entram em um estado sexual quente e maravilhoso. Teste e verá!

4.     Pratiquem Sexo Tântrico

Pode parecer um pouco “forçado” dois terapeutas tântricos falarem para vocês praticarem o sexo tântrico. No entanto, é exatamente por isso que sempre indicamos, para todos os casais que encontramos ou atendemos, o Sexo Tântrico como uma forma de levar o prazer e a libido na relação para um outro patamar.

Isso porque é real, nós somos a prova viva de todo esse poder.

Então, se vocês querem começar a ter essa prática tão poderosa, inscreva-se em nosso Curso Gratuito para Casais clicando nesse link.

5.     Por fim, compreendam que a vida é um ciclo. A baixa libido também pode ser.

 

A vida seja pessoal ou em casal é um ciclo. Em alguns momentos estamos radiantes e expansivos, em outras, estamos mais introspectivos, mais reservados. E tudo bem! A vida é composta de ciclos e cada um deles tem algo a dizer.

Se sua relação anda com uma baixa libido ou algum outro ponto que te incomode, sentem e conversem. Entendam que essa é uma fase e que sempre haverão momentos bons e ruins.

Essa é a beleza da vida, sempre podemos melhorar e os momentos mais desafiadores vem exatamente por isso, para nos transformar.

E se você está em busca de aprofundar ainda mais seu relacionamento e entrar em um novo patamar de alegria, prazer e realização, conheça nosso curso Sexualidade e Massagem Tântrica. Nele, você terá acesso à praticas intensas que além de expandir o prazer também criam conexão e intimidade, para um relacionamento duradouro cheio de amorosidade e compreensão.

Para ter acesso todo esse conhecimento valioso, clique nesse link.

Comentários

DEIXE UM COMENTÁRIO

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *