• contato@tantrayogalab.com.br

Entre Cabala e Tantra


 

O hinduísmo e o judaísmo compartilham uma esmagadora maioria dos princípios em seus sistemas tântrico e cabalístico. Ao contrário da crença popular, o hinduísmo e o judaísmo são religiões monoteístas, mas diferem em sua adoração às divindades. O judaísmo é uma religião estritamente monoteísta em termos de divindade, enquanto a tradição hindu adora muitas divindades. Tantra e Cabala, os aspectos místicos de suas respectivas religiões acabam se sobrepondo em princípios de tópicos de nível abstrato. Esta pesquisa é muito complexa e requer anos de estudo para entender sua vastidão.

Tantra significa literalmente “um instrumento para expansão”. A Cabalá significa literalmente “receber através de”. A idéia por trás de ambos é que o corpo é uma vestimenta para a alma. Os ensinamentos místicos da Cabalá explicam a concepção deste mundo de uma maneira que aquele que dá infinitamente cria o receptor “dentro” de sua infinitude. Para que isso ocorra, o Infinito precisou contrair sua infinitude e criar falta para criar espaço para o universo finito. O Um sempre cria falta para preencher a falta que está se referindo ao ato de contração e expansão, o nascimento de objetos animados e inanimados, idéias, etc. A visão do Tantra sobre contração e expansão se alinha com a visão Cabalística. Tantra explica que esses dois movimentos estão em jogo em todos os aspectos da vida e dos nossos corpos. Quando essas duas energias estão em equilíbrio, isso nos leva a um estado de equilíbrio ou liberdade, mas quando elas estão em desequilíbrio, experimentamos falta de clareza e sofrimento.

O ritual parece um conceito estranho e profundamente mal compreendido pelo ocidental que foi ensinado a intelectualizar tudo. O ritual é uma ação concreta realizada com intenção de elevação espiritual. Na tradição tântrica, a pessoa faz um ritual para se conectar com a Divindade. É preciso ter uma intenção específica para uma visão ou reino superior enquanto ele realiza um ritual. O tantra sugere que, ao tecer a ação com uma intenção específica, a pessoa muda seu estado de consciência. A Cabalá descreve um conceito similar no desempenho de uma Mitzvá, que é uma ação ritualística comandada. É preciso ter Kavanah, foco ou caminho para o poder intrínseco ou esfera de influência a ser alcançada. Tanto o Tantra como a Cabala convertem ações regulares em atos que afetam a Unidade da matéria e da consciência, concretas e abstratas.

Assim como o corpo físico é uma vestimenta da alma, o universo é um vaso para a manifestação Divina. O que nós experimentamos nada mais é que manifestação concreta e tangível de energia Divina que constantemente cria, mantém e destrói. Considere este tendo que se contrair e, consequentemente, dividir ou separar. Fora dessa ideia vem o princípio masculino / feminino. No Tantra, estes princípios são compreendidos através de Shiva e Shakti, enquanto na Cabalá, não há um nome masculino particular, mas a contraparte feminina é chamada Shekhina.

O princípio feminino do tantra é representado por Shakti. Ela é a contraparte de Shiva. Shakti está representando a consciência ou forças que estão fluindo por todo o universo. Ela é a personificação da criatividade, do poder, do nascimento da abstração na vida. Ela representa o aspecto imanente do Divino. Na Cabala, a Shekhinah é o aspecto feminino do Um e similarmente caracterizado como Shakti. Ela é a presença divina feminina. Seu nome significa literalmente “morar” ou “se estabelecer” na gramática feminina. Pode ser uma surpresa que haja uma deusa associada ao judaísmo, mas a sua principal foi introduzida nos tempos bíblicos e continua a representar-se hoje. Ela está constantemente morando em vários lugares com muitas pessoas. Ela é o ato de habitar, o aspecto daquele que habita entre as pessoas e pode ser apreendido pelos sentidos. Ela é a manifestação de Sua presença na terra. Ela é amorosa, maternal e pronta para defender seu povo até mesmo do princípio masculino.

O Trabalho final é alcançar o estado da Unidade, chamado Yichud ou Achdut HaShem na Cabalá. Quando combinados, matéria e consciência, como ritual e intenção, podemos ativamente aproximar e aproximar essas duas forças. Tanto o Tantra quanto a Cabalá concordam com a lei de que o universo como o conhecemos é mantido por duas forças opostas fundamentais. Sua unidade é considerada duas partes do mesmo Divino. Estamos reunindo a Ele e a Sua Consorte, e isso se manifesta em sua singularidade, o mundo. Esta Unidade pode ser descrita como não-dualismo.

O fenômeno da não-dualidade não revela a realidade dos opostos existentes, no entanto afirma que a raiz do mal existente é encontrada em não reconhecer a Verdade, que tudo é inseparável do controle e orientação da inteligência do Supremo.

 

Aqui é onde a meditação, visualização, canto e adoração Guru / Rebbe entra em jogo. Quando uma pessoa medita sobre essas coisas, ele provavelmente ficará admirado com a fonte oculta que tudo permeia e com o trabalho manual. O prazer intenso é grandemente associado a esse estado. Um se expande e seu corpo, mente e alma anseiam por amar o Infinito. Guru e Rebe são líderes espirituais que dão conhecimento, orientação e mentoria, tipicamente através de modelos. Seus alunos não necessariamente aprendem novos fatos ou informações, mas aprendem como ser. Eles recebem uma compreensão emocional que lhes fornece o que é finalmente conhecido como conhecimento correto. Assim, o estudante é capaz de ver uma coisa em sua verdadeira natureza, pelo que ela realmente é.
Escrito por
Atara Troppe

 


Posts Relacionados


Massagem tântrica: o que ninguém te contou.

Massagem tântrica: A palavra Tantra vive envolta por mistérios e incompreensões. Vem normalmente acompanhada de promessas, magia e fantasias relacionados a sexualidade. Afinal de contas: é possível experimentarmos orgasmos de corpo inteiro? Orgasmos que podem durar 20, 30, 40 minutos?É possível, para um homem, ter orgasmos múltiplos? E Orgasmos secos? É uma pena que essa […]


Ejaculação precoce: como tratar naturalmente?

Como tratar a ejaculação precoce naturalmente? Ejaculação precoce: A maioria dos homens ejacula com menos de 5min após a penetração. Infelizmente, para a maioria das mulheres, esse não é um tempo razoável. Mesmo não sendo enquadrado como um “ejaculador precoce” pelos urologistas, o homem comum ejacula rápido demais e acaba por gozar antes de sua […]


5 crenças sexuais que podem estar te boicotando.

  As crenças sexuais são afirmações inconscientes que fazemos sobre o sexo à nós mesmos e que direcionam nossos pensamentos, sentimentos e comportamentos. Por exemplo: a crença de que uma mulher para ser feliz na cama precisa se soltar, se expressar e sair do controle, faz com que ela valorize essas características, mas também pode […]





Deixe um Comentário