• contato@tantrayogalab.com.br

Pompoarismo entra em cena no yoga tântrico para canalizar energia sexual


Toda vez que o “tântrico” aparece em alguma coisa, desperta a curiosidade. Desta vez, o Lado B experimentou uma aula de yoga, que longe de qualquer apelo, propõe aumentar a vitalidade e canalizar a energia sexual.

No Carandá Bosque, em Campo Grande, as aulas acontecem em uma das salas do Tantra Yoga Lab e não é nada daquilo que a gente pensava de início. Com uma voz serena, a professora de yoga e terapeuta tântrica, Gabriela Ostronoff, ou Raga, como assim se apresenta, explica que a modalidade é o yoga original, de raiz.

“É um yoga naturalista, matriarcal, desrepressor, que se manifesta e é espontâneo. Então a gente traz muito da naturalidade do ser humano que a gente vai perdendo”, explica Raga.

Quem olha de fora não vê posturas que fujam do que é uma aula de yoga comum. Não tem nada de ‘anormal’, a não ser por elementos do pompoarismo.

“Trabalho as mesmas contrações do pompoarismo, de esfincter, para o aumento da vitalidade junto das técnicas corporais que você desenvolve a flexibilidade e fortalecimento corporal”, descreve Raga.

Na prática, o yoga tântrico reúne técnicas que vão justamente resgatar a sensorialidade e a matriarcalidade que a gente deixou se perder. E não que o yoga seja voltado só para mulheres, mas a atividade desenvolve mais o lado feminino.

“Quando as pessoas ouvem tântrico, acham que vão ter alguma coisa relacionada à sexualidade e isso é meio irreal, porque o tantra fundamental é celibatário, ele usa da energia sexual para que em algum momento a gente não precise mais dela”, explica Raga.

Na aula, o aluno que se entrega passa por exercícios de conexão com o inconsciente, para então conseguir se concentrar e executar as posturas de uma maneira mais plena. “E eu sempre digo que você tem uma experiência, que não são técnicas, mas que você tem de sentir algo diferente, porque ninguém fica indiferente à experiência”, aponta Raga.

A energia sexual é a que nos movimenta e nos dá ânimo. Esta é uma das explicações que vem quando a aula termina. “Ela é nossa energia raiz, é a que conquista as coisas e nosso empoderamento está nela”, frisa.

A ideia do yoga tântrico é aumentar a vitalidade e canalizar as energias sexuais para a pessoa usufruir da melhor maneira possível.

“Quem pratica bastante percebe que a energia fica muito alta, sua vitalidade começa a melhorar muito e quando bem canalizada, ela atrai seu poder pessoal, de comunicação, de amor, de intuição e desenvolve outras áreas do corpo”, resume Raga.

No Facebook do Tantra Yoga Lab há um cronograma de atividades, para acompanhar clique aqui.



Deixe um Comentário